quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

A Tribo de Danu - Tuatha dé Danann

Povo advindo da Europa Central, mais precisamente das margens do rio Reno, os celtas migraram por todo o continente no século VI a.E.C. e  deixaram resquícios de sua riquíssima cultura por onde passaram. Países como França, Espanha, Portugal, Bélgica, Itália, Grã-Bretanha e Irlanda são alguns exemplos de lugares onde os agrupamentos celtas se assentaram, sendo os responsáveis por desenvolver uma cultura e uma mitologia incomparável e embora não tenha deixado fontes escritas, permanece na cultura popular europeia até os dias atuais, muitas das vezes de maneira omita ou miscigenada a outras culturas.

A comunidade celta é caracterizada fundamentalmente pela língua e cultura partilhada entre seus componentes, não podendo estabelecer um tipo racial céltico específico e muito menos predominante. Assim, pode-se afirmar que os celtas eram tão unidos culturalmente quanto distintos racialmente.

Sua mitologia é repleta dos chamados “ciclos heroicos” que são fruto da característica guerreira do povo céltico, onde as crianças desde pequenas eram ensinadas a respeitar seus adversários e instruídos na arte da guerra. Assim como nos contos nórdicos da cultura viking, a mitologia celta é preenchida de inúmeros personagens lendários, destacando-se os reis e campeões (heróis e/ou guerreiros que realizaram feitos esplendorosos).

A diversidade territorial e étnica dos celtas levou a formulação de dezenas de deuses que seriam praticamente impossíveis de reunir em um único panteão. Contudo, existem alguns que se assemelham de tal maneira que é possível reuni-los sob o nome de uma única divindade.

É com esta breve introdução que iremos então falar um pouco dos Tuathas de Dana, uma estirpe lendária de deuses que fizeram parte da religião celta, especialmente a irlandesa, durante séculos.

Os Tuathas de Dana, ou “O povo da Deusa Dana”, eram seres de natureza divina. Dana (ou Danu) era uma deusa do Rio Danúbio que nasce na Floresta Negra, Alemanha, e corta o continente europeu de oeste a leste, desaguando no Mar Negro. E seria desta região que os deuses teriam partido rumo às terras da Irlanda.

Deste modo, iremos listar agora os maiores e mais importantes integrantes da linhagem divina dos Tuathas de Dana, mostrando as principais características de cada um.

Angus: Filho do Deus Dagda, é o deus celta do amor, da beleza e da juventude. Seu nome quer dizer “Filho Jovem”.


Brigid: Deusa celta da fertilidade, da poesia e da metalurgia. É representada, em alguns casos como uma deusa tríplice, onde cada uma de suas “divisões” encarnaria um de seus atributos. Após a chegada do cristianismo, teve muitas de suas características adaptadas à figura de Santa Brígida. Também é filha de Dagda.

Cairpré: Poeta e filho de Ogma, foi insultado na corte do tirânico rei Bres. Posteriormente, ao compor-lhe, em desafronta, uma sátira mágica, contribuiu para a devastação do rei.

Cian: Filho do deus Diancecht, casou-se com Eithne, filha do rei fomoriano, Balor, a fim de celebrar a aliança entre os deuses celtas e a raça dos monstros marinhos da Irlanda.
Dagda: Deus do conhecimento, conhecido pelo seu caldeirão e sua harpa mágica. Era dono também de uma clava gigantesca, capaz de matar por uma extremidade e reviver mortos pela outra. Em alguns contos é considerado o rei dos deuses após a morte de Nuada.

Dana (Danu): Deusa ancestral dos celtas, e responsável pela origem ao nome da Tribo de Dana.

Diancecht: Deus da medicina, irmão dos demais deuses da trupe dos Tuathas de Dana.

Fomorianos (ou Fomores): Teriam surgido das profundezas do mar, ou de ilhas próximas à Irlanda. Eram seres monstruosos e cruéis, inimigos ferrenhos dos deuses celtas.


Gobniu: Deus ferreiro que também era mestra na arte de criar bebidas mágicas.

Lugh: Deus do Sol, considerado um dos mais importantes dos deuses. Era conhecido como Lugh do Braço Longo, graças a sua exímia habilidade com a lança.

Lyr: Deus do mar celta. Por possuírem vários personagens com esse nome, muita das vezes o confundem com outro, ou o unem com os outros em um único indivíduo.

Macha: Deusa do lar e da vida doméstica. É considerada, às vezes, como uma das três encarnações da deusa guerreira Morrigan. 

Manannán: Filho de Lyr, é o deus do mar ao lado de seu pai.

Morrigan: Deusa celta da guerra, identificada com um corvo que ia ao fim das batalhas beber o sangue de guerreiros mortos.

Nuada: Rei dos Tuathas de Dana que possuía uma mão de prata. Em algumas versões veio a falecer na batalha contra os monstros marinhos, Fomorianos.

Ogma: Filho do deus Dagda, era o deus da Poesia e da magia. Foi o criador da oghma , uma escrita mágica parecida com as runas nórdicas. Era guerreiro e possuía uma espada que falava. Em algumas versões é dado como morto na segunda Batalha de Moytura, contudo reaparece vivo em histórias subsequentes.

Eis acima os nomes dos maiores deuses do Panteão Celta. Para quem não conhece, fica como fonte de conhecimento, e para aqueles que já os conhecem não custa nada relembrar.

Autor/Editor: Áviner Viana (O Clã dos Bardos)

Referências: FRANCHINI, A.S. As Melhores Histórias da Mitologia Celta. Ed. Artes e Ofício. Porto Alegre, 2011.

12 comentários :

  1. Muito bom adoro a cultura celta,e realmente tem coisas que temos que rever.

    ResponderExcluir
  2. O blog é muito bom, textos bem explicados, e, acima de tudo, bem pesquisados. Gostaria que vocês fizessem uma análise ou indicação de mais alguma banda no "estilo" bardo, tenho um grande interesse por coisas assim.

    ResponderExcluir
  3. Conteúdo fantástico, bem pesquisado e bem escrito! adoro cultura céltica, parabéns e continuem com o ótimo trabalho! gostaria também que recolocassem as musicas célticas que tocavam quando se entrava no site, ou pelo menos disponibilizassem seus nomes, pois eram fantásticas e melhoravam ainda mais a navegação no site! mais uma vez, meus parabéns!

    ResponderExcluir
  4. Realmente muito bom o post e o blog. Se possível, gostaria que continuassem com as bandas célticas que costumavam a tocar, elas davam um toque bem mais "especial".

    ResponderExcluir
  5. Obrigado pela atenção (:

    ResponderExcluir
  6. Muito Boa Postagem, Mas faltaram alguns que eu me lembre como:

    Cernunnos
    Tutatis
    Taranis
    Belenus

    que também tiveram e tem papéis muito importante para que segue o caminho Céltico.
    Além de ser um ótimo meio de estudo da Hitória

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Os Deuses que foram relacionados aqui pertencem a Cultura gaélica, aos Thuata De Dannan.
      Existem milhares de outros Deuses, como os que tu mencionou, mas não são gaélicos, e sim de outras regiões celticas. Os Deuses que tu citou são gauleses.

      Excluir
  7. Faltou só o Sin Siriche duh - o duende negro...

    ResponderExcluir
  8. Pra quem não conhece, Tuatha de Danann também é o nome de uma banda de Folk Metal brasileira de altíssima qualidade. Quem não conhece, aqui estão alguns links:
    http://www.myspace.com/tuathadedanann
    http://pt.wikipedia.org/wiki/Tuatha_de_Danann

    ResponderExcluir
  9. Exatamenteeee, tuatha de danann, original de varginha, sul de minas gerais, sou de la e acompanhei por mto tempo o pessoal da banda.
    um abraçao pro bruno(vocalista da banda) e pro berne tbm(guitarrista), mto bom o som dele, pessoal aqui de sao paulo conhece bem o som deles tbm.

    valew.

    ResponderExcluir
  10. Se estivesse falando da mitologia da religião espirita, já tinha chovido de evangélico mordendo o beiço aqui.

    ResponderExcluir
  11. Parabéns por mais esse post, eu sempre quis saber um pouco mais sobre a cultura celta :D

    ResponderExcluir